13.8 C
Marília

Agora todos em um só

spot_img
spot_img
spot_img

Era Temer provocou demissão de 47 mil comerciários no estado; 1,5 mil somente em Marília

Leia também

Varejo na região de Marília elimina 1.377 empregos formais em 2016

TEMER 

Em dezembro, o comércio varejista na região de Marília eliminou 18 postos de trabalho, resultado de 1.527 admissões contra 1.545 desligamentos. No acumulado de 2016, foram extintos 1.377 empregos com carteira assinada, o que representa um recuo de 2,8% do estoque total na comparação com o mesmo mês do ano anterior, que encerrou o ano com 47.359 trabalhadores formais.

 

 

O presidente Temer : demissão de 47 mil

comerciários no estado; 1,5 mil em Marília

com o impacto de seu governo recessivo.

 

As informações são da Pesquisa de Emprego no Comércio Varejista do Estado de São Paulo (PESP), da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), elaborada com base nos dados do Ministério do Trabalho, por meio do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e o impacto do seu resultado no estoque estabelecido de trabalhadores no Estado de São Paulo, obtido com base na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

 

Entre as nove atividades analisadas, apenas o segmento de autopeças e acessórios (0,2%) apresentou crescimento no estoque total de empregados em dezembro na comparação com mesmo mês de 2015. Já as maiores retrações foram observadas nas atividades de concessionárias de veículos (-7,2%), lojas de móveis e decoração (-6,8%) e lojas de vestuário, tecidos e calçados (-5,1%).

 

“Impactadas pela crise econômica, as empresas procuram estratégias para reduzir custos e se manterem no mercado e o resultado direto dessa ação é a redução no quadro de funcionários. A perspectiva é que esse quadro se agrave ainda mais nos próximos meses, prejudicando ainda mais a classe produtiva”, ressalta Pedro Pavão, presidente do Sincomercio Marília.

 

Desempenho estadual

O comércio varejista do Estado de São Paulo eliminou 5.133 empregos com carteira assinada em dezembro, resultado de 66.721 admissões e 71.854 desligamentos, revertendo o cenário observado no mês anterior, quando 15.772 vagas foram abertas. Com isso, o varejo encerrou 2016 com um estoque total de 2.082.883 trabalhadores, queda de 2,2% na comparação com o mesmo período de 2015. Apesar do desempenho negativo, ele foi mais ameno do que o registrado em dezembro do ano anterior, quando 12.181 postos de trabalho foram fechados. No acumulado do ano, foram extintos 47.146 empregos com carteira assinadas.

 

Segundo a FecomercioSP, para 2017, o cenário deve ser ainda muito difícil, pois o varejo não será capaz de recuperar as perdas de 2016, muito menos dos dois últimos anos. A redução de empregos formais do primeiro semestre deverá ser compensada pela geração nos últimos seis meses. Porém, este movimento só será possível se houver continuidade de queda da inflação, estancamento da evolução do endividamento e da inadimplência, além da continuidade de quedas nas taxas de juros. Tais expectativas são condicionantes diretas do poder de compra das famílias, do seu consumo e, por conseguinte, das receitas de vendas do próprio comércio varejista.

 

Nota metodológica

A Pesquisa de Emprego no Comércio Varejista do Estado de São Paulo (PESP) analisa o nível de emprego do comércio varejista. O campo de atuação está estratificado em 16 regiões do Estado de São Paulo e nove atividades do varejo: autopeças e acessórios; concessionárias de veículos; farmácias e perfumarias; lojas de eletrodomésticos e eletrônicos e lojas de departamento; matérias de construção; lojas de móveis e decoração; lojas de vestuário, tecido e calçados; supermercado e outras atividades. As informações são extraídas dos registros do Ministério do Trabalho, por meio do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e o impacto do seu resultado no estoque estabelecido de trabalhadores no Estado de São Paulo, com base na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

spot_img

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_img
spot_img

Últimas notícias