13.8 C
Marília

Agora todos em um só

spot_img
spot_img
spot_img

Temer recebe apoio de líderes empresariais para retomar crescimento do País

Leia também

temer

Nesta quinta-feira (30), no Palácio do Planalto, o presidente em exercício Michel Temer recebeu mais de 500 líderes empresariais que integram a Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB). A entidade, presidida pelo empresário George Teixeira Coelho, é formada por 27 federações que agregam 2,3 mil associações comerciais e empresariais. São mais de dois milhões de empresários associados em todo o País, entre pessoas jurídicas e físicas, de todos os setores da economia.

Em seu discurso, Temer afirmou que é essencial a participação e a confiança do setor produtivo para que o Brasil possa sair da crise. Temer ressaltou a importância da presença de centenas de empresários no encontro. “Dar apoio ao governo é dar apoio ao Brasil”, disse o presidente, lembrando que pretende fazer encontros periódicos com os empresários da CACB.

O presidente em exercício lembrou, também, do esforço conjunto entre os Poderes para aprovação de projetos que possam cooperar para o equilíbrio fiscal e, assim, ajudar o Estado a se tornar mais eficiente, contribuindo para um crescimento sustentável da economia. “Eu quero dizer com isso que nós governamos para todo o Brasil, sem exceção. E nesta conjugação de esforços é que nós faremos o País crescer”, afirmou Temer.

Na mesma cerimônia, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, apontou os recentes índices de confiança de investidores e do empresariado que mostram uma melhora da expectativa de crescimento do País. “Esse é o primeiro sinal de que a economia vai começar a andar”, afirmou. Já o ministro interino do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira, reforçou a importância das recentes medidas adotadas pelo governo para eficiência da gestão e que vão ajudar no crescimento da economia. “Estamos limitando e racionalizando programas e subsídios que estão em vigor no país, para que não haja ampliação, mas sim racionalização e foco nesses recursos”, complementou.

spot_img

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_img
spot_img

Últimas notícias